terça-feira, junho 29, 2010

A Insegurança de um Líder...

“Você realmente quer ser um Líder?”
SER LÍDER é estar preparado para passar pela INSEGURANÇA?
Muitos líderes após nossas Palestras nos perguntam sobre INSEGURANÇA e sobre CONFIANÇA.
Respondemos que quando nos deparamos com algo novo, algo inusitado, algo que não conhecemos, despertamos sentimentos, talvez e até possívelmente, antes nunca presentes como o MEDO, a INSEGURANÇA e a ANGÚSTIA.
Por que somos assim? Acredito que é porque somos SERES HUMANOS sucetíveis à qualquer tipo de sentimentos e os únicos seres deste planeta capazes de nos adaptarmos a qualquer tipo de situação seja ela climática, emocional, etc. Mas o incrível disso não é focarmos nos sentimentos citados e sim como aceitaremos e trataremos os mesmos, o que só vem a confirmar que também somos os únicos seres deste planeta que nos desenvolvemos continuamente conforme lidamos com nossas emoções.
E esse é o ponto crucial para tentarmos entender o que está faltando para REVERTERMOS qualquer quadro de nossa VIDA seja como Líder ou como apenas SERES HUMANOS.
Acredito que NÃO devemos passar a responsabilidade para os outros de nos demonstrar CONFIANÇA e mesmo que o façam levando essa idéia ao máximo NÃO VAI ADIANTAR pois é VOCÊ quem deve se encontrar primeiro, é VOCÊ que deve ter confiança no seu trabalho, é VOCÊ que deve ACREDITAR e se VOCÊ fizer isso realmente de CORAÇÃO será capaz de REVERTER qualquer SITUAÇÃO, pois mesmo que cometa erros (e cometerá) terá a disposição e coragem para FAZER O QUE TEM QUE SER FEITO e assim receberá a confiança de que necessita.
Quando você está sendo treinado para ser um grande líder, VOCÊ terá que acreditar nisso e estar preparado para PAGAR O PREÇO .
A INSEGURANÇA é emocional e somente VOCÊ poderá curá-la. E não pense que não irá sentí-la pois se você quer ser um LÍDER:
- Aprenda a ouvir;
- Aprenda a engolir alguns SAPOS quando houver a necessidade para um bem MAIOR;
- Aprenda a ERRAR o menos possível, QUASE NADA (acostume-se assim pois as equipes de Alta Performance trabalham dessa forma);
- Pense em todos os detalhes, absolutamente TODOS (Aprenda isso com a maior Cia de entretenimento de todos os tempos a DISNEY);
- Tente imaginar o que seus superiores estão querendo com aquela determinada tarefa ou ordem que pediram para você executar;
- Pense como será afetado os pilares de resultados financeiros X colaboradores X O QUE A EMPRESA QUER em relação ao que tem que ser feito por VOCÊ;
- Saiba como oferecer uma causa aos seus colaboradores (MESMO QUE RECEBA ORDENS GROSSEIRAS E DIRETAS), e não passar apenas tarefas ou repassar apenas às ORDENS;
- Atue fazendo a diferença, não fique confinado às “paredes” do seu território formal e emocional. Uma filha que é líder influencia o pai. Um jogador que é líder influencia o treinador da equipe portanto construa “pontes”, em vez de “paredes”;
- Surpreenda os outros pelos seus RESULTADOS e faça mais do que o ESPERADO;
- Inspire as pessoas pelos VALORES e não pelo CARISMA, crie clima de ética, integridade, confiança, respeito pelo outro, transparência, aprendizado contínuo, inovação, proatividade, paixão, humildade e inteligência emocional;
- Defina as SUAS metas, as SUAS prioridades, os SEUS valores e equilibre o SEU tempo;
- Esteja pronto para provocar inveja, fofocas, reações agressivas, hostilidade e, além disso, encontrar à sua frente muita angústia e solidão.
- Será fácil ACERTAR? É bem provável que não, mas ainda que você seja SURRADO (e VÃO TE SURRAR) não SERÁ nocauteado se realmente VOCÊ estiver FOCADO e querer com o coração.
Em minha experiência profissional tive o prazer de conhecer pessoas recém contratadas ou promovidas para um cargo de liderança que acabaram se ressentindo das novas relações que emergem a partir dessa nova posição. É comum encontramos grandes líderes se queixando da dificuldade de lidar com a angústia e a solidão nas tomadas de decisões (que passam a ser cada vez mais constantes e intensas ), muitos acabam se ressentindo da hostilidade que passam a receber, sentem-se solitários e rejeitados, embora sejam ADMIRADOS e seguidos por muitos (Mesmo se você não acredita).
Essa situação ambígua, que a liderança traz em si, pode ser difícil de se lidar com ela, ainda mais quando não se está preparado para isto. Muitos não sabem por que chegaram a ser líderes, isto é, não foram se perguntando se, de fato, era isto que queriam, não gastaram tempo indagando se
este era mesmo o caminho a trilhar e quais seriam suas CONSEQUÊNCIAS. Apenas PENSAM em um discurso padrão de que ser líder é “ser o bom”, não conseguiram ponderar os preços que poderiam ser cobrados, passando a buscar algo apenas orientado por uma imagem, um ideal romântico de que o “certo” é ser “o líder”, “o cara”.
Uma pessoa pode ser um gerente eficaz, um bom planejador e um gestor justo e organizado e, mesmo assim, não ter as capacidades motivacionais de um líder. Ou simplesmente pode ocorrer o contrário. Uma pessoa pode ser um gerente ineficaz, porém, em contrapartida, ter as habilidades necessárias para SER um bom líder.
É por isso que insisto na pergunta “Você realmente quer ser um Líder?”
Se sua resposta for SIM ENTÃO SEJA #@&^#$!!!!
Se for NÃO é uma pena pois VOCÊ se DEMITIU e só VOCÊ deverá ser responsabilizado por isso.
As vezes sobram capacidade nas pessoas mas falta muita confiança e eu acredito que todos possuem os recursos que necessitam, basta acessá-los e QUERER FAZER ISSO.
Pensem nisso: “Sempre reclamei dos meus sapatos, até que um dia, ao dobrar uma esquina, avistei um homem sentado sem os dois pés.”
Vamos rever nossos conceitos de necessidades e assim seremos líderes melhores.

Nenhum comentário: