segunda-feira, outubro 20, 2008

“Pensar fora da caixa” – Qual o significado?

A origem da expressão é um tanto obscura, John Adair alega ter introduzido a expressão de acordo com a criação de um enigma, em 1969, o consultor de gestão Mike Vance tem defendido que a utilização da expressão deriva da cultura corporativa de Walt Disney onde o enigma foi usado. Todos concordam que a frase diz respeito a um enigma topográfico chamado de “Os nove pontos”.

A expressão é muito utilizada para incitar o pensamento criativo sugerindo pensar além do óbvio, pensar fora dos padrões (usuais) ou alguma outra expressão similar.

O pensamento criativo pode ser explorado por qualquer ser humano, como já havia citado em alguns de meus posts.

Pensando sobre isso resolvi escrever esse artigo postando o enigma que originou a aludida expressão bem como outros exemplos de se pensar criativamente.

Os Nove Pontos
Reproduza os 9 pontos em um papel e com um lápis ligue os 9 pontos, formando 4 linhas retas, sem retirar o lápis do papel.
















Exemplo 2:

Numa terra distante, um homem e o filho participam de um assalto a banco. Em confronto com a polícia, o filho mata o pai por engano. O filho é preso e condenado à morte. No dia da execução em praça pública, o carrasco encapuzado, que sempre foi considerado um monstro, começa a chorar, mostrando uma sensibilidade incomum em um algoz. O carrasco então faz uma revelação ao povo: “eu não posso matar esse homem, ele é meu filho!”

Explique como isso é possível?

Exemplo 3:
Zeno tem de fazer a travessia de um rio, transportando três animais de cada vez, pois sua canoa só tem capacidade para levar Zeno e mais um animal. Os três animais são: um Kanti, um Shimu e um Calimoe.

Infelizmente:
- Se Zeno deixar sozinhos, de qualquer lado do rio, o Kanti e o Shimu, o Kanti comerá o Shimu.
- Do mesmo modo, se deixar sozinhos o Shimu e o Calimoe, o Shimu comerá o Calimoe.

Como atravessar os três animais para o outro lado do rio, assegurando que todos os três permaneçam vivos?

Exemplo 4:

Retângulos



















Seu objetivo é usar os retângulos vazios e transformar cada um numa figura diferente. Pegue uma folha A4 e desenhe 20 retângulos, cinco fileiras com quatro retângulos cada. Feito isso, você tem três minutos para gerar diversas idéias. Por exemplo, você pode transformar um dos retângulos numa bandeira, outro numa carta de baralho ou numa bandeja. Veja alguns exemplos a seguir:







Exemplo 5: Copos

Arrume os copos de modo que os copos cheios e vazios se alternem. Contudo, você deve fazer isto movimentando apenas um único copo.







As respostas serão postadas aqui no Blog daqui a 2 dias, mas comentem as respostas antes.

Recebi um poema ontem de uma grande amiga minha e gostaria de reproduzi-lo aqui aos amantes de poemas.

Aliás criar um poema, com certeza requer muito “pensamento criativo”, e isso minha amiga Lúcia Helena têm de sobra.

Meu amigo Lê, este é você!

Criatura, que criatividade tens!
Será que aprendestes ou será inerente?
Precisas de ajuda ou crias independente?

Ousa esbanjar da originalidade,
Sem pensar nem mesmo,
Deveras em especialidade!

Explana qualquer assunto com total facilidade.

Com que cérebro criativo nacestes?
Pois se o assunto é falar,
Manjas de qualquer macete.

Ah! Criatura, que criatividade tens.

Não me faltam elogios à sua pesso,
Pois, se falo não é à toa.

É que talento tens demais,
Para dar, vender e emprestar
E porque não arrasar de vez
Mais um pouquinho criar.
Nêna (Lúcia Helena Sebastião Prego)

Mais uma vez, muito obrigado pelo carinho Nêna.

10 comentários:

Tiwanaku disse...

O difícil na realidade é imaginar o porque ninguém postou um comentário sequer. Triste saber que de 2008 quando foi publicado, até 2013, a coisa só piorou.

Fabiane disse...

Eu concordo! Esse post é super interessante e está dando uma grande ajuda para o meu trabalho! Mas parece que 2013 é o ano dele...

femininas disse...

E as respostas , terá ?

Patrícia Marques disse...

Para o exemplo 3, o Zeno leva dois animais na canoa e ele vai de fora da canoa, na água. Deixa um animal na margem e traz o outro na canoa. Pega o animal que falta e coloca os dois animais dentro da canoa e vai na água novamente até ter os três animais na margem correta. :)

L disse...

Queria saber a resposta do carrasco e seu filho delinquente juvenil

Mona Lisa disse...

Sim, e as respostas para averiguação?

delio pinheiro disse...

Muito interessantes. O primeiro e o terceiro já conhecia, esse do assalto está me tirando do sério. Ainda não descobri a resposta...

Leandro Fray disse...

Olá meus amigos. Desculpem pela demora. Estou retornando com as postagem ao meu blog. Fico feliz de saber que pude contribuir um pouco com vocês. Agora descrevo abaixo algumas respostas:

Exemplo 2 - O carrasco ao tirar o capuz revela que não de matar aquele homem pois ele é o se filho!
Quando pensamos em carrasco lembramos de um ser masculino, por quê? A Resposta lógica aqui é que quando o carrasco retira o capuz na verdade ele é uma mulher e revela que é a mãe desse garoto.

Exemplo 3 - Solução para a travessia de Zeno

Para facilitar, vamos dizer que os animais estão na margem A e serão levados para a margem B do rio.

1. Na primeira viagem, Zeno leva o Shimu e o deixa do outro lado do rio (margem B).

2. Volta para a margem A, pega um dos dois animais, pode ser o Kanti, e o atravessa para o outro lado.

3. Deixa o Kanti na margem B e volta para a margem A, levando o Shimu.

4. Deixa o Shimu na margem A e atravessa o Calimoe, deixando-o com o Kanti na margem B.

5. Volta sozinho para a margem A, pega o Shimu e o atravessa para a margem B.

Finalmente, todos os três animais estão do outro lado do rio, sãos e salvos.

A solução surge da reformulação do problema. O verdadeiro problema a resolver não é a travessia, mas a separação do predador de sua presa. Neste caso, o Shimu se torna o foco principal, pois ele é ao mesmo tempo presa e predador. Se perguntarmos como manter o Shimu separado dos outros dois, nossa mente começa a ver o desafio de outra forma.




Túlio disse...

Ótimo post!!!
Caso alguém tenha ficado travado:
- O problema 1 é possível resolver traçando retas de tamanho 4 e não 3;
- O problema 5 é só trocar os copos 2 e 5.

\o/

Anônimo disse...

Ola, ao trocar os copos 2 e 5 vc estaria movimentando dois copos. A solução seria pegar o copo 2 e derramar o liquido dentro do copo 5.